Como criar um logotipo: Seu Guia Número Um

Dizem que uma imagem vale mais que mil palavras, mas um logotipo vale um livro inteiro.

Tudo bem — isso até pode ser um pouco exagerado, mas o princípio é verdadeiro. Um logotipo é muito mais do que uma salada de letras, formas e cores; é o símbolo que transmite a personalidade da sua marca, os valores que você defende e as metas da sua empresa para o seu público-alvo; ele te ajuda a estabelecer uma ligação com as pessoas que você espera transformar em seus clientes.

Em outras palavras, seu logotipo vai trabalhar muito pela sua empresa – se você souber como criar um que acerte na mosca.

Falando assim, parece muita preocupante, mas fique tranquilo! Vamos orientá-lo passo a passo pelo caminho. No final deste guia, você saberá como criar um logotipo que fale com o seu público-alvo, conquiste sua confiança e atue como embaixador da sua marca.

Continue lendo para sua primeira dica sobre como criar um logotipo!

nº 1. Entenda o seu público-alvo

Pense no seu logotipo como o terno que você vai usar numa recepção para investidores, colegas de trabalho e clientes. O terno tem que estar bem passado e engomado e também precisa cativar as outras pessoas da festa, se você quiser causar uma boa primeira impressão. Você não usaria smoking para uma festa na piscina, nem usaria sunga de praia para ir a um casamento (se fizer isso, provavelmente vai ser expulso rapidinho de qualquer dos dois eventos).

Digamos que seus investidores sejam descontraídos e seus clientes sejam tímidos; um terno intimidante fará as pessoas evitarem interagir com você, independente da sua ótima aparência.

Analogias à parte, como o seu logotipo é um dos primeiros pontos de contato do público com a sua marca, você precisa garantir que ele se identifique com as pessoas certas. Seu logotipo tem a função de estabelecer conexões com seu público, mas, para fazer isso, você precisa ter uma ideia do que o seu público gosta e do que não gosta. Portanto, antes de começar a criar seu logotipo, é necessário que você tenha uma compreensão clara do seu público-alvo.

Por exemplo, é pouco provável que uma pessoa que procura um advogado visite uma empresa decorada com muitas cores brilhantes e fontes divertidas.Da mesma forma, um logotipo com um design escuro e minimalista dificilmente servirá para representar uma marca voltada para crianças. Nesse sentido, considere a quem sua empresa deve ajudar antes de passar para a próxima etapa.

nº 2. Escreva a história

Todo logotipo conta uma história: A história do seu negócio, seus valores e sua marca como um todo. Bons logotipos conseguem transmitir uma história e evocar uma resposta emocional de seu público, seja alegre e despreocupada ou confiante e segura.

Mas por que a história da sua empresa é importante?

Porque os consumidores estão cansados de tomar na cara. Nos últimos anos, a falta de confiança nas empresas disparou e é muito mais provável que as pessoas comprem de empresas em que acreditam — empresas com as quais podem se identificar. Nesse sentido, é muito mais provável que o seu público-alvo se identifique com a história da sua marca do que apenas com o seu produto ou serviço.

Vejamos como algumas marcas diferentes contam suas histórias:

MoonDust logo
construção logo - smart city
RiverHouse logo

O Moondust Art Studio transmite criatividade e originalidade de ideias, o que confere a liberdade inicial perfeita para artistas. À direita, temos a Smart City Construction, que parece confiável, estável e seus edifícios parecem ser de última geração – exatamente como você gostaria que a sua cidade fosse reformada.

Finalmente, as cores, o nome e o ícone da River House nos dão a sensação confortável e acolhedora que qualquer empresa imobiliária gostaria de transmitir-lhe antes de você comprar a sua primeira casa.

Assim como com essas marcas, é seu trabalho conceber e instilar cuidadosamente sua história em seu logotipo. Para fazer isso, você precisa primeiro saber qual é a sua história!

Wie erstelle ich ein Logo - Bild1

Para chegar ao âmago da sua história, pergunte a si mesmo o seguinte:

— Por que você começou sua empresa?

— Quais são as coisas em que você acredita como empresa?

— Quem você está tentando ajudar?

— O que te torna especial?

— Quais três adjetivos você usaria para descrever sua marca?

Responder a essas perguntas não apenas ajudará você a comunicar sua história, mas também a determinar sua identidade de marca; ou seja, a maneira como sua marca se mostra ao mundo por meio de elementos de design — primeiro e principalmente, o seu logotipo.

nº 3. Inspire-se!

Está começando a ter uma vaga ideia de como será a forma do seu logotipo?

Se a resposta for “não”, não se preocupe — essa é a hora da sessão de brainstorm.

Antes de colocar o lápis no papel, tente agitar sua fluidez criativa. Se você estiver passando por um bloqueio geral de criatividade, existem várias maneiras de encontrar inspiração à sua volta. Confira algumas sugestões neste vídeo:

Enquanto entra em contato com seu lado criativo, você pode começar a direcionar sua energia para o design do próprio logotipo. Existe uma lista enorme de sites dedicados unicamente a te ajudar a encontrar inspiração para desenhar logotipos, incluindo sites como Behance e Dribble (ou plataformas de mídia social como o Pinterest e o Instagram).

Enquanto examina diferentes projetos, lembre-se de manter sua história e valores em mente. Assim que você sentir que tem uma boa noção dos tipos de design que pode usar, será a hora de iniciar sua própria sessão de brainstorm.

Pinterest- exemplos de logo

Em geral, nós mesmos somos nossos piores críticos; portanto, não tenha medo de trazer outras pessoas para esse processo; as pessoas que melhor te conhecem, como seus amigos e familiares, podem oferecer ideias que ainda não passaram pela sua cabeça.

Coloque todas as ideias no papel, não importa se você achá-las ruins. Nenhuma ideia é ruim e você pode se surpreender com as reações da sua equipe de brainstorm.

nº 4. Fique de olho na concorrência

Seus concorrentes são uma mina de ouro de inspiração, na medida em que dão uma ideia dos tipos de logotipos preferidos pelo seu público-alvo (e dos tipos dos quais provavelmente eles fogem).

No entanto, embora seja aceitável pegar algumas ideias emprestadas — não copie. Além do fato de ser eticamente irresponsável (vamos ser otimistas e supor que todo mundo é contra o plágio), criar um logotipo que seja igual aos de seus concorrentes colocará sua marca em desvantagem.

Lembre-se de que você deseja criar um logotipo que se encaixa no seu nicho e que, ao mesmo tempo, se destaque na multidão.

Logotipo do professor particular
Logotipo do professor particular
Up Academy Logo

Como exemplo, examinemos os logotipos de amostra acima. Cada logotipo tem seu próprio toque único, mas todos eles transmitem uma sensação distintamente acadêmica.

No entanto, a maneira como cada logotipo transmite sua mensagem é diferente: Sophia Williams usa o ícone de um livro, Emma faz um trocadilho matemático e a Up Academy enfatiza o crescimento com a formatação de suas letras.

Durante sua pesquisa, crie um arquivo com os desenhos que mais te atraem e tente identificar por que você gosta deles. Talvez você seja atraído pelas cores, fontes ou formas específicas; muito provavelmente, será por uma mistura de todos os itens acima.

Em seguida, pense em como você pode expressar a mensagem da sua marca de um jeito individual, e ao mesmo tempo atrair o mesmo público que seus concorrentes.

nº 5. Decidir sobre um tipo de logotipo

Sabia que na verdade existem nove tipos de logotipos?

Não se preocupe — isso não é tão alarmante quanto parece. Cada tipo de logotipo pode ser dividido em uma de três categorias: Figurativas, nominativa ou mistas.

Seu nicho, nome de empresa e preferências de design influenciarão o tipo de logotipo que você escolher.

Veja abaixo uma breve visão geral dos três:

Logotipos figurativos

Tailor Brands Logo

Esses logotipos são fáceis de guardar na memória, pois são baseados em uma única imagem que ressoa nas mentes das pessoas. Idealmente, a imagem (ou ícone) escolhida representa o nome de uma empresa ou os produtos/serviços que a empresa fornece.

Considere usar esse tipo de logotipo se quiser ser associado a um produto específico que você ofereça ou ao valor que possui. Observe que levará algum tempo até as pessoas aprenderem a ligar o nome da sua empresa ao seu logotipo; portanto, pode levar algum tempo até você criar o reconhecimento da marca.

Pense: McDonald’s, Twitter, Apple.

Logotipos nominativos

Caffe Logo
Free House Real Estate Logo

Em contraste com o que foi dito acima, esses logotipos dispensam um ícone ou uma imagem e, em vez disso, focam mais na tipografia e nas cores. Você pode optar por usar o nome completo da empresa ou, se este for muito longo, usar um monograma de uma a três letras.

Observe que logotipos nominativos dependem muito da fonte, porque os olhos do seu público são atraídos pelo nome da empresa e, portanto, pelas próprias letras.

Pense: Coca-Cola, FedEx, Uber.

Marcas mistas

liquid beer logo

Se você deseja agregar vantagens, as marcas mistas podem ser a resposta que você está procurando. Como o nome sugere, esses logotipos incorporam imagens e letras em seu design. A principal vantagem aqui será a versatilidade do seu logotipo, o que lhe oferecerá muitos elementos para trabalhar em termos de transmitir a mensagem de sua marca.

Note que você terá que juntar todos os elementos para contar uma história coesa, em vez de simplesmente criar um design monótono e desarrumado.

Pense: Taco Bell, CVS, Toblerone.

nº 6. Experiências com tipografia

tipografia
tipografia
tipografia
tipografia

Lembra da história da marca que discutimos antes?

Bem, as fontes são um componente importantíssimo para contar sua história (a não ser que você escolha apenas um logotipo figurativo, caso em que isso não se aplicará).

Cada fonte tem sua própria personalidade e pode ser dividida em várias “famílias”. As fontes mais populares para logotipos são as serifs, sans serifs, slab serifs e scripts.

Fontes serif

fontes serif

O nome das fontes serifderiva das linhas finas prolongadas – ou “pés” – ao final dos traços das letras.

Essas fontes são elegantes, luxuosas e sofisticadas e contam histórias de riqueza e confiabilidade. Provavelmente são as fontes mais conhecidas e amplamente usadas para design de logotipos.

Marcas famosas que usam fontes serif incluem Tiffany & Co, Giorgio Armani, Burberry.

Fontes sans serif

Sans Serif

As fontes sans serifsão atuais.

Ao contrário de suas primas serifs, seus caracteres não apresentam traços estilizados. Em vez disso, elas apresentam um acabamento simples e limpo. Essas fontes são legíveis, limpas e arrojadas, e contam histórias de clareza e inovação.

Marcas famosas que usam fontes sans serif em seu logotipo incluem Google, Facebook e Microsoft.

Fontes Slab serif

Slab Serif

As fontes slab serif são transgressoras modernas, pois são um desvio dos estilos clássicos das duas famílias de fontes mencionadas acima.

Embora também possuam serifas, elas apresentam acabamentos largos em forma de bloco, em vez dos pés serif tradicionais. Essas fontes são arrojadas, vistosas e confiantes e contam histórias de credibilidade e criatividade.

Marcas famosas que usam fontes slab serif em seu logotipo incluem Sony, Honda e Volvo.

Fontes script

Script

As fontes script, como seu nome sugere, apresentam aparência manuscrita e festiva.

Caracterizadas por redemoinhos e volteios, elas são projetadas para se parecerem com a caligrafia. Essas fontes são pessoais, livres, femininas e contam histórias de elegância e emoção.

Marcas famosas que usam fontes script incluem Coca-Cola, Ford, Instagram e Pinterest.

nº 7. Escolha de cores

Como acontece com as fontes, as cores têm personalidade própria e transmitem significados diferentes. Cada cor tem sua própria “bagagem emocional”, no sentido que faz com que o seu público sinta algo específico.

É por isso que as cores do seu logotipo contribuem para a sua história, na medida em que expressam algo sobre a personalidade e a identidade da sua marca. Eles invocam associações subconscientes na mente das pessoas e como resultado, podem até influenciar seu público a se comportar de uma maneira específica.

Vejamos a psicologia por trás de cada cor:

Vermelho: Gentileza, energia, romance, calor, amor, conforto, paixão.

Laranja: Energia, entusiasmo, prosperidade, cordialidade, jovialidade, mudança.

Amarelo: Amigável, alegre, jovem, enérgico, positividade, felicidade.

Verde: Natureza, saúde, riqueza, tranquilidade, harmonia, fertilidade.

Azul: Sabedoria, lealdade, espiritualidade, mistério, sofisticação, respeitabilidade.

Roxo: Espiritualidade, opulência, autenticidade, veracidade, qualidade, introspecção.

Marrom: Natureza, confiabilidade, seriedade, confiança, segurança, amizade.

Preto: Poder, força, inteligência, glamour, luxo, modernidade.

Branco: Higiene, pureza, inocência, limpeza, clareza, juventude.

paleta de cores
paleta de cores

Ao escolher suas cores, não pense apenas no que parece bonito; fique atento às associações que o seu público-alvo fará com cada cor e verifique se as cores são pertinentes ao que a sua empresa faz.

Note que a maioria dos logotipos não é monocromática, e o seu também não precisa ser! Cores podem funcionar tão bem quando combinadas como quando sozinhas. No entanto, procure não exagerar com cores demais; duas ou três são o que basta para um logotipo, e mais do que isso provavelmente confundirá a mensagem do seu design.

paleta de cores azul
paleta de cores rosa
paleta de cores verde-vermelho
paleta de cores verde

nº 8. Criação de várias iterações

Quando tiver certeza de ter acertado seu design final, crie algumas variações.

Brinque com fontes da mesma família, procure vários ícones semelhantes e experimente com cores diferentes. Por exemplo, se você optou por uma marca mista como seu logotipo preferencial, ajuste o posicionamento de cada elemento; coloque um ícone em cima do nome da sua empresa e mova-o para a esquerda – qual você acha que fica melhor? E que tal quando você aumenta o tamanho do ícone?

Tente criar pelo menos cinco versões do seu logotipo e peça opiniões de seus amigos e familiares; eles te dirão qual é claramente a melhor.

Por último, pergunte-se se o seu logotipo vencedor marca cada ponto na lista da história da sua marca. Ele é original e fácil de lembrar? Ele transmite sua mensagem?

Quando você estiver pronto para o teste final do logotipo, é hora da…

nº 9. Ponha seu logotipo em toda parte

Quando seu logotipo começar a ser usado, ele vai aparecer em qualquer lugar que a sua empresa apareça. Da internet aos cartões de visita, o design do seu logotipo tem que parecer profissional e claro — e que melhor maneira de testar isso do que ver sua aparência em tempo real?

Inclua seu logotipo em um site não publicado. Imprima-o em documentos comerciais e veja como ele fica em papel timbrado. Você pode até colocá-lo em suas páginas de mídias sociais para verificar se o público gosta do que vê.

No entanto, se você ainda não tem certeza se deve começar a imprimir, tudo bem; sempre é possível usar um software que permite gerar modelos para conferir como fica a aparência do seu logotipo em mercadorias de marca.

produto de marca
embalagem de marca
papelaria comercial

Lembre-se de que seu logotipo terá que contar a mesma história poderosa em todo e qualquer material de marca; portanto, certifique-se de gostar da aparência antes de se comprometer totalmente.

Agora é com você

Criar um logotipo leva tempo, mas depois de escolher um design final, você estabelece as bases para todos os seus futuros requisitos de marca — cartões de visita, apresentações, livros de marcas e, é claro, seu site. Lembre-se que seu logotipo é muito mais do que apenas cores, fontes e formas. Seu design final não deve parecer só legal — ele também precisa falar com você e com a imagem de marca que você deseja cultivar.