Como Criar um Logótipo: O Seu Guia Número Um

Dizem que uma imagem vale mil palavras, mas um logótipo vale um romance inteiro.

Muito bem – isso pode ser um pouco de exagero, mas o princípio é válido. Um logótipo é muito mais do que um cocktail de letras, formas e cores; é o símbolo que transmite a personalidade da sua marca, os valores que defende e os objetivos da sua empresa para o seu público, ajudando-o a criar uma conexão com as pessoas a quem espera chamar de seus clientes.

Por outras palavras, o seu logótipo fará muito do trabalho pesado para a sua empresa – se souber como fazer um que acerte em cheio no alvo.

Isto parece muita pressão, mas não se preocupe! Guiá-lo-emos passo a passo. Até ao final deste guia, será capaz de fazer um logótipo que fale ao seu público-alvo, crie confiança e aja como embaixador da sua marca.

Continue para saber a sua primeira dica sobre como fazer um logótipo!

N.º 1. Compreender O Seu Público-Alvo

Pense no seu logótipo como o fato que usará para um cocktailde investidores, colegas de trabalho e clientes igualmente. É melhor prensar e polir o fato mas, se quiser causar uma boa impressão, também precisa de atrair as pessoas da festa. Não usaria umsmoking para uma festa na piscina, tal como não usaria um fato de banho para um casamento (e, se o fizesse, provavelmente não duraria muito até ser expulso de ambos).

Digamos que os seus investidores são descontraídos e os seus clientes tímidos; um fato intimidador não fará com que as pessoas interajam consigo, não importa a boa aparência que tiver.

Pondo de lado as analogias, visto que o seu logótipo é um dos primeiros pontos de contacto que as pessoas terão com a sua marca, desejará garantir que ele esteja em sintonia com as pessoas certas. O seu logótipo destina-se a criar conexões com o seu público mas, para o fazer, precisa de ter alguma noção do que ele gosta e não gosta. Por isso, antes de começar a criar o seu logótipo, deverá ter uma perceção clara do seu público-alvo.

Por exemplo, alguém à procura de um advogado provavelmente não iria a uma empresa que usasse muitas cores brilhantes e fontes divertidas. Do mesmo modo, um logótipo para uma marca dirigida a crianças cairia por terra com um design de um logótipo escuro e minimalista. Nesta linha, considere a quem é que a sua empresa de destina ajudar antes de avançar para o próximo passo.

N.º 2. Escreva a História

Todos os logótipos contam uma história: A história da sua empresa, os seus valores e a sua marca como um todo. Os bons logótipos conseguem transmitir uma história e suscitar uma resposta emocional do seu público, seja alegre e despreocupada ou confiante e segura.

Mas porque é que a história da sua empresa é importante?

Porque os clientes estão cansados que lhes vendam. A desconfiança nas empresas subiu em flecha nos últimos anos e é mais provável que as pessoas comprem nas empresas em que confiem – empresas com quem se possam relacionar. Neste contexto, é muito mais provável que o seu público esteja mais ligado à história da sua marca do que somente ao seu produto ou serviço.

Olhemos para a forma como algumas marcas diferentes contam as suas histórias:

MoonDust logo
Smart City Construction logo
RiverHouse logo

O Moondust Art Studio transmite criatividade e pensamento fora da caixa, que é o espaço do estado de espírito perfeito para os artistas. À direita, temos a Smart City Construction que parece confiável, estável e os seus edifícios são de ponta – exatamente como desejaria se a sua cidade fosse renovada.

Por último, as cores, o nome e ícone da River House dão-nos a sensação confortável e acolhedora que qualquer companhia imobiliária desejaria que você tivesse antes de comprar a sua primeira casa.

Tal como estas marcas, é sua função criar de forma cuidadosa a sua história no seu logótipo. Para o fazer, primeiro precisa de saber qual é a sua história!

Para chegar ao cerne da sua história, coloque-se as seguintes perguntas:

– Porque é que começou a sua empresa?

– Quais são as coisas em que acredita enquanto empresa?

– Quem é que está a tentar ajudar?

–O que o torna especial?

– Que três adjetivos usaria para descrever a sua marca?

Responder a estas perguntas ajudá-lo-á não só a obter imediatamente a sua história, mas também a determinar a sua identidade de marca; ou seja, a forma como a sua própria marca se mostra ao mundo através de elementos de design – antes de mais nada, o seu logótipo.

N.º 3. Inspire-se

Está a começar a ter uma vaga ideia de como o seu logótipo tomará forma?

Se a resposta for “não,” não se preocupe – esta é a sua hora de reunir ideias.

Antes de pôr o seu lápis no papel, tente dar asas à sua imaginação. Se estiver a ter um bloqueio de criatividade geral, há muitas formas de encontrar inspiração ao seu redor. Veja este vídeo para obter algumas sugestões:

À medida que entrar em contacto com o seu lado criativo, pode começar a dirigir a sua energia para o próprio design do logótipo. Há uma enorme lista de sites por aí que se dedicam exclusivamente a ajudá-lo a encontrar inspiração para o design do seu logótipo, incluindo sites como o Behance e o Dribble (ou plataformas de redes sociais como o Pinterest e o Instagram).

Enquanto examina designs diferentes, lembre-se de ter em mente a sua história e valores. Quando sentir que tem uma boa ideia dos tipos de designs que pode utilizar, está na hora da sua sessão de troca de ideias.

While you peruse different designs, remember to keep your story and values in mind. Once you feel like you have a good idea of the kinds of designs you can use, it’s time for your own brainstorming session.

logo examples pinterest

Nós somos, geralmente, os nossos próprios piores críticos, por isso não tenha receito de trazer outros para este processo; as pessoas que o conhecerem melhor, como os amigos ou a família, podem ser capazes de oferecer ideias nas quais ainda não pensou.

Ponha todas as ideias no papel, não imposta o quão fracas ache que sejam. Nenhuma ideia é má e poderá ficar surpreendido pela reação que obtém da sua equipa de troca de ideias.

N.º 4. Vigie a Concorrência

Os seus concorrentes são uma mina de ouro inspiradora, na medida em que pode ter uma ideia dos logótipos em que o seu público gravita (e dos tipos de que eles, provavelmente, se manterão afastados).
Além do facto de ser eticamente irresponsável, sejamos otimistas e assumamos que toodas as pessoas do mundo sejam contra o plágio), criar um logótipo que seja idêntico ao dos seus concorrentes colocará a sua marca em desvantagem.

Lembre-se, deseja criar um logótipo que combine com o seu nicho ao mesmo tempo que se destaque da multidão.

Sopia Williams Private Teacher Logo
Up Academy Logo

Tomemos os logótipos da formação acima como exemplo. Cada um tem a sua própria abordagem, no entanto todos eles têm uma sensação distintamente académica.

Contudo, a forma como cada logótipo passa a sua mensagem é diferente: A Sophia Williams utiliza um ícone de um livro, a Emma faz um trocadilho com a matemática e a Up Academy enfatiza o crescimento com a sua formatação de letras.

No decorrer da sua pesquisa, crie um ficheiro dos designsnos quais gravita e, depois, tente identificar porque é que gosta deles. Talvez sejam as cores, formas ou fontes especifícas que o atraiam; o mais provável é que vá ser uma mistura de todos os acima referidos.

Depois, pense como é que pode expressar a mensagem da sua marca de uma forma individual, ao mesmo tempo que ainda apela ao mesmo público que os seus concorrentes.

N.º 5. Decidir sobre um Tipo de Logótipo

Sabia que, na verdade, há nove tipos de logótipos?

Não se preocupe – não é tão avassalador como parece. Cada tipo de logótipo pode ser dividido numa de três categorias: Baseado em imagens, baseado em letras ou marcas de combinação.

O seu nicho, nome de empresa e preferências de design todos influenciarão o tipo de logótipo que escolher.

Aqui está uma breve panorâmica das três:

Logótipos com base em imagens

Tailor Brands Logo

Estes logótipos são facilmente memoráveis visto serem baseados numa única imagem que ressoa nas mentes das pessoas. Idealmente, a imagem (ou ícone) escolhida representa o nome de uma empresa ou os produtos/serviços que esta fornece.

Se desejar ser associado a um produto específico que oferecer ou a um valor que detenha, deverá ponderar utilizar este tipo de logótipo. Note que levará algum tempo até que as pessoas aprendam a associar o nome da sua empresa ao seu logótipo, por isso pode demorar um pouco antes de criar o reconhecimento da marca.

Pense: McDonald’s, Twitter, Apple.

Logótipos com base em textos

Free House Real Estate Logo

Contrariamente ao acima referido, estes logótipos eliminam um ícone ou imagem colocando, em vez disso, mais foco na tipografia e cores. Pode escolher usar o nome todo da sua empresa, ou, se for demasiado comprido, optar por um monograma de uma a três letras.

Note que as fontes fazem muito do trabalho com os logótipos com base em texto porque os olhos do seu público são atraídos pelo nome da empresa e, como resultado, pelas próprias letras.

Pense: Coca-Cola, FedEx, Uber.

Marcas de combinação

liquid beer logo

Se quiser o melhor dos dois mundos, as marcas de combinação podem ser a resposta que procura. Como o nome sugere, estes logótipos integram quer as imagens quer as letras no seu design. Aqui a principal vantagem é que o seu logótipo será versátil e dá-lhe muitos elementos para trabalhar em termos de transmissão da mensagem da sua marca.

Note que desejará ter a certeza de que todos os elementos se reúnem para contarem uma história coesa, em vez de criar simplesmente um designpouco apelativo e desorganizado.

Pense: Taco Bell, CVS, Toblerone.

N.º 6. Experimente na Tipografia

Lembra-se da questão da história da marca que discutimos anteriormente?

Bem, as fontes constituem um enorme complemento para contar a sua história (a menos que escolha um logótipo apenas baseado na imagem, caso em que isto não se aplicará).

Cada fonte tem a sua própria personalidade e podem ser divididas em várias “famílias.” As fontes mais populares para os logótipos são as serifas, sem serifa, slab serifs e scripts.

Fontes com serifa

As fontes serifa obtêm o seu nome de finas linhas estendidas – ou “pés” – no final dos traços das letras.

Estas fontes são elegantes, luxuosas e sofisticadas e contam histórias de afluência e confiabilidade. São provavelmente as fontes mais conhecidas e amplamente utilizadas no design de logótipos.

Marcas famosas que utilizem a serifa são a Tiffany & Co, Giorgio Armani, Burberry.

Fontes sem serifa

As fontes sem serifa são contemporâneas.

Ao contrário das suas primas serifas, os seus carateres não têm traços estilizados. Em vez disso, oferecem um acabamento simples e limpo. Estas fontes são legíveis, limpas e ousadas e contam histórias de clareza e inovação.

Marcas famosas que utilizem as sem serifa nos seus logótipos são a Google, Facebook e Microsoft.

Egyptienne (fontes slab serif)

As fontes egyptienne são modernas infratoras visto afastarem-se dos estilos clássicos das duas famílias de fontes acima referidas.

Apesar de também possuírem serifas, têm grandes acabamentos em forma de blocos em vez dos pés das serifas tradicionais. Estas fontes são ousadas, fortes e confiantes e contam histórias de fiabilidade e criatividade.

Marcas famosas que utilizem a egyptienne nos seus logótipos são a Sony, Honda e Volvo.

Fontes de script

As fontes de script, como o nome indica, têm um aspeto manuscrito e festivo.

Caracterizadas por redemoinhos e laços, são concebidas para se assemelharem à caligrafia. Estas fontes são pessoais, livres e femininas e contam histórias de elegância e emoção.

Marcas famosas que utilizem as fontes de script são a Coca-Cola, Ford, Instagram e Pinterest.

N.º 7. Escolher as Cores

Tal como as fontes, as cores têm a sua própria personalidade e transmitem significados diferentes. Cada cor tem a sua própria “bagagem emocional,” na medida em que faz com que o seu público sinta algo de específico.

É por isso que as cores do seu logótipo contribuem para a sua história visto dizerem algo sobre a personalidade e identidade da sua marca. Elas invocam associações inconscientes na mente das pessoas e podem mesmo, como resultado, influenciar o seu público a comportar-se de uma maneira particular.

Olhemos para a psicologia por detrás de cada cor:

rote Farbe bedeutet
orange Farbe bedeutet
gelb Farbe bedeutet
blaue Farbe bedeutet
lila Farbe bedeutet
weiße Farbe bedeutet
braune Farbe bedeutet
schwarze Farbe bedeutet

Vermelho: Amigável, alegre, jovem, enérgico, positividade, felicidade.

Verde: natureza, saúde, riqueza, tranquilidade, harmonia, fertilidade.

Azul: Sabedoria, lealdade, espiritualidade, mistério, sofisticação, respeitabilidade.

Roxo: Espiritualidade, luxo, autenticidade, veracidade, qualidade, introspeção.

Castanho: natureza, confiabilidade, seriedade, confiança, segurança, amizade.

Preto: poder, força, inteligência, glamour, luxo, modernidade.

Branco: Higiene, pureza, inocência, limpeza, clareza, juventude.

Gorgeous Color Palettes

Ao escolher as suas cores, não pense apenas no que parece bonito; esteja atento às associações que o seu público-alvo fará com cada cor e verifique se as cores são adequadas ao que sua empresa faz.

Note que a maioria dos logótipos não é monocromática e o seu também não precisa de o ser! As cores podem funcionar tão bem quando combinadas como por si mesmas. No entanto, não exagere com demasiadas cores; duas ou três cores bastam para um logótipo e, mais do que isso, provavelmente, confundirá a mensagem do seu design.

N.º 8. Criar Várias Iterações

Depois de achar que definiu o seu design final, crie múltiplas variações.

Jogue com fontes da mesma família, encontre vários ícones semelhantes e teste cores diferentes. Por exemplo, se decidiu usar uma marca de combinação como o logótipo da sua escolha, ajuste o posicionamento de cada elemento; coloque um ícone na parte de cima do nome da sua empresa, depois mova-o para a esquerda – qual é o que acha que fica melhor? E quando aumenta o ícone?

Tente inventar pelo menos cinco versões do seu logótipo e, depois, peça a opinião dos amigos e família; eles dir-lhe-ão se existe um claro vencedor.

Por último, pergunte-se se o seu logótipo vencedor marca todas as caixas da história da sua marca. É memorável e único? A sua mensagem está a passar?

Quando estiver pronto para o derradeiro teste, está na hora de….

N.º 9. Ponha O Seu Logótipo Em Toda A Parte

Quando começar a usar o seu logótipo, este aparecerá em todos os lugares em que a sua empresa aparecer. Da Internet aos cartões de visita, o design do seu logótipo necessita de parecer profissional e claro – e que melhor forma de testar isto do que ver como fica em tempo real?

Adicione o seu logótipo a um sitenão publicado. Imprima em documentos comerciais e veja como fica em papel timbrado. Pode até colocá-lo nas suas páginas das redes sociais e ter uma noção de se o público gosta do que vê.

No entanto, se estiver hesitante em começar a imprimir, tudo bem; pode sempre usar um software que lhe permita gerar modelos para verificar como é que o seu logótipo fica em mercadorias de marca.

Tenha em mente que o seu logótipo terá de contar a mesma história poderosa a todos e quaisquer materiais de marca, portanto, assegure-se de que gosta da sua aparência antes de se comprometer completamente.

É Consigo

Criar um logótipo leva tempo, mas uma vez que tenha definido um design final, lançou a base para todos os seus requisitos futuros da marca – cartões de visita, apresentações, livros da marca e, claro, o seu website.

Lembre-se, o seu logótipo é mais do que apenas cores, fontes e formas. O seu design final não deverá parecer apenas interessante – ele deverá falar consigo e a imagem de marca que desejar cultivar.